X

Aprenda a identificar os barulhos do carro que indicam defeitos

Caroline Borba 09 de Junho de 2022

Aprenda a identificar os barulhos do carro que indicam defeitos


Conhecer os diferentes tipos de ruídos contribui para manter a manutenção em dia

 

Você não precisa entender tudo sobre elétrica e mecânica veicular para ter um automóvel próprio e rodar tranquilo com ele por aí.


Saber identificar os barulhos produzidos pelo carro já é uma importante lição de casa para todo condutor, garantindo o bom funcionamento em longo prazo do seu automotor.

 

Isso porque a presença de ruídos, na maioria das vezes, indica sintomas de problemas graves, como falhas no motor, que além de deixar o motorista empenhado em locais e horários indesejados, gerando inúmeros transtornos, pode colocar a sua vida e a dos passageiros em risco.


Entendendo os sinais sonoros que o veículo emite

 

Vale esclarecer que a ideia é não deixar ninguém em pânico, a ponto de a pessoa sair por aí gastando com revisões que não estavam previstas no orçamento.

 

Queremos apenas conceder ao condutor o benefício da dúvida: será que realmente está tudo bem ou devo me preocupar com este barulho estranho?

 

Garantir a tranquilidade dos motoristas nas estradas deste Brasil é o principal negócio da Delta 24H, por isso preparamos este artigo com 6 ruídos que, além de merecerem total atenção dos proprietários de automotores, quando identificados e solucionados de início, proporcionam uma maior vida útil ao veículo.

 

Aprenda a treinar seus ouvidos e assim estará atento sempre que:

 

1 – Ouvir barulho agudo e estridente: geralmente indicam que as pastilhas de freio estão desgastadas e necessitam de troca, ou que existe resíduo nas mesmas ou nos discos do carro;

 

2 – Sentir uma pancada seca ou molas rangendo ao passar por buracos e lombadas, ou ainda ter a impressão de que a traseira do carro balança mais que o normal em curvas: pode ser indício de que algo não está certo com a suspensão ou amortecedores;

 

3 – O som de vazamento pede uma checada no nível de água do radiador que ao ficar baixo em um curto período de tempo, entre uma reposição e outra, pode ser alerta de vazão do líquido;

 

4 – O aparecimento dos famosos “grilos”, que a gente nunca sabe identificar ao certo onde realmente estão, quase sempre têm relação com problemas no revestimento da cabine ou peças mal encaixadas na lataria. Neste caso, não espere muito para agendar uma visita ao seu mecânico de confiança!

 

5 – Perceptível no momento da partida ou na aceleração do motor, o som semelhante ao de uma corrente sendo arrastada no chão, que pode ser ouvido até do lado externo do veículo, tem origem na correia sonora e pode indicar afrouxamento, ressecamento ou tensão extra neste componente;

 

6 – Barulho de sopro nos pneus semelhantes ao de um secador de cabelo ou ventilador: na grande maioria das vezes sinaliza problemas com a borracha. Percebendo isso, busque a avaliação de um especialista com a máxima urgência.


Identificou algum barulho estranho no seu carro?


Se essa leitura fez com que você prestasse atenção a ruídos atípicos do seu veículo, converse com seu mecânico de confiança ou procure a opinião de especialistas da área.


Vale tudo, menos deixar para depois a solução de problemas que identificados previamente, além de gerar economia, evitam que o carro te deixe empenhado ou que algumas destas falhas provoque um sinistro.

Envie-nos suas dúvidas e sugestões através do formulário abaixo.


Categorias:

Tags:

Autor:
Caroline Borba

Next Post

Próximo Post

Quanto custa um serviço de rastreamento veicular?

09 de Junho de 2022

Posts relacionados